FERROGRAFIA

Especialistas nas principais Técnicas Preditivas do mercado

O que é Ferrografia?

Ferrografia é uma técnica laboratorial de manutenção preditiva focada no estudo tribológico (ciência que estuda a interação entre superfícies em movimento relativo), por meio da análise de morfologia, acabamento superficial, coloração, natureza e tamanho das limalhas (partículas de metal produzidas pela fricção da lima), que são encontradas em amostras de lubrificantes. É claro que essa técnica de manutenção preditiva não envolve apenas a detecção de partículas de metal. Muitos outros tipos de materiais são analisados por meio da Ferrografia, tais como: areia, borra, fuligem, e fibras orgânicas.

Essa técnica tem como objetivo monitorar, quantificar e diagnosticar a severidade do desgaste de máquinas e equipamentos, permitindo que se determine os tipos de desgaste, contaminantes, desempenho do lubrificante, entre outras informações. Além disso, a Ferrografia possibilita a tomada de decisões quanto ao tipo e urgência de intervenção que será realizada, contribuindo para a redução de custos com manutenções, e para o aumento da vida útil dos equipamentos e maquinários.

Quais são os tipos de Análise Ferrográfica disponíveis?

Existem dois tipos de análises que a Ferrografia realiza: o Exame Analítico e o Quantitativo.

Exame Analítico: permite a visualização de partículas com o objetivo de diagnosticar quais são os níveis de desgastes presentes. Essa modalidade tem como foco verificar as causas e a severidade dos possíveis danos. As partículas analisadas podem ser classificadas de acordo com o tipo de desgaste (esfoliação, abrasão, corrosão), sua forma (esferas ou laminares) ou sua natureza (polímeros, óxidos, contaminantes orgânicos).

Exame Quantitativo: (ou leitura direta), utiliza os mesmos princípios do método analítico. No entanto, a diferença está no formato do ferrograma e no método de leitura. O exame quantitativo analisa o tamanho e a quantidade das partículas. As partículas encontradas nas amostras que são maiores que 5 µm, são consideradas como Large – L (grandes), e as iguais ou menores a 5 µm, são consideradas como Small – S (pequenas). Os resultados obtidos por meio do ferroscópio (microscópio metalográfico combinado com o microscópio de uso na biologia) são usados para uma análise de tendências.

Aplicações

A Ferrografia pode se aplicar a empresas dos mais diversos segmentos e contribui para aumentar a eficiência e segurança de equipamentos e máquinas, tais como: redutores, turbo-geradores, sistemas hidráulicos, mancais em geral, motores a diesel, e compressores de parafuso, centrífugos ou alternativos.

Fale com a Semapi

Envie seus dados e conte-nos quais são as soluções Semapi de seu interesse. Teremos o prazer de atendê-lo prontamente.

TRABALHE CONOSCO 

Venha fazer parte da SEMAPI, envie seus dados para: rh@semapi.com.br

ENDEREÇO

Al. Santos, 1787 - Cj. 92
CEP: 01419-100 - São Paulo/SP

CONTATOS

(11) 2144-4306 (Comercial)
(11) 2144-4343 (Usemol)
(11) 2144-4300 (Suporte Mantec)