A indústria papeleira tem uma característica que torna complexa sua manutenção: o processo é contínuo e, por isso, um problema numa pequena peça compromete imediatamente toda produção. Uma das pioneiras da manutenção preditiva, a indústria de celulose e papel sempre se preocupou em garantia a máxima disponibilidade de seus equipamentos, pois só assim é possível garantir a competitividade desejada em um mercado comoditizado.

A chegada dos sensores remotos de análise preditiva inicia uma nova era na manutenção deste tipo de indústria, criando oportunidades de revolucionar a forma de trabalho, com muito mais informação e previsibilidade. Os sensores disponíveis hoje no mercado medem, além da vibração, a temperatura, aumentando o seu poder de análise e previsão de falhas. Entenda quais são os benefícios do sensoriamento remoto no segmento e o quão decisivo ele pode ser na sua produção.

Pontos críticos monitorados em tempo real

Com o sensoriamento remoto os pontos instalados passam a ter monitoramento em tempo real, com possibilidade de configurar as coletas de dados pela periodicidade que precisar. Se antes um determinado ponto era medido a cada quinzena, sem nenhum esforço ou custo você pode manter a coleta para 4, 5, 6 ou até mais vezes ao dia, melhorando a detecção de falha precocemente.

Enriquecimento do histórico de coletas de dados de preditiva

Outra vantagem dos sensores remotos é poder acumular um histórico ainda maior de dados preditivos, permitindo uma melhor rastreabilidade de falhas e garantindo um verdadeiro big data de manutenção.

Monitoramento dos dados é totalmente gerencial e inteligente

Através de um sistema de gestão de preditiva é possível ter um status detalhado de todo monitoramento captado pelos pontos sensoriados, assim como qualquer outra técnica/ intervenção feita no equipamento. Assim o gestor de preditiva passa a ter um painel inteligente de todas as condições importantes da fábrica, além de contar com alarmes em caso de detecção de falha eminente. Este sistema é capaz de guardar outras informações como rotas de inspeção, ordens de serviço executadas ou não e acumular todos os laudos técnicos de preditiva de cada ponto crítico.

Eliminação de riscos de acidentes

Vários pontos críticos para a indústria papeleira são considerados de alta periculosidade para a equipe de manutenção, favorecendo a utilização dos sensores remotos, aumentando os níveis de segurança na fábrica e sua adequação à NR12.

Quer conhecer mais sobre sensores remotos de preditiva e como a manutenção 4.0 pode ajudar sua indústria? Conte com a experiência de mais de 30 anos da Semapi na Indústria Papeleira e fale hoje mesmo com um de nossos consultores.