Numa indústria, um dos principais medos está relacionado à parada de equipamento. Além dos prejuízos causados pela queda da produção, os custos não planejados na manutenção corretiva podem deixar o orçamento da área comprometido. Uma forma de evitar quebras inesperadas é utilizar variadas técnicas preditivas que analisam periodicamente os pontos críticos dos seus equipamentos. Mas como escolher o melhor fornecedor de preditiva? O que devo levar em consideração para garantir que falhas futuras sejam realmente identificadas.

Neste artigo destacamos alguns pontos que devem ser levados em consideração na hora de contratar um fornecedor eficiente para a inspeção e análise de técnicas preditivas para sua indústria.

Fazendo um paralelo, caso seu filho adoeça, você prefere levá-lo num médico especialista renomado ou no médico mais barato que você encontrar? Com seus equipamentos o cuidado deve ser o mesmo, escolha sempre o especialista capaz de fazer o melhor diagnóstico. Entenda se o fornecedor conhece e tem experiência no seu negócio, pois as especificidades serão decisivas para uma preditiva que realmente faça a diferença.

Uma análise preditiva bem realizada garante a melhor produtividade da sua empresa, menores custos de manutenção, menor tempo de parada de máquina, além de benefícios que nem sempre são medidos como: redução de riscos à vida humana e ao meio-ambiente.

EXPERIÊNCIA NAS MAIS DIVERSAS TÉCNICAS PREDITIVAS

Mesmo que sua necessidade imediata esteja focada em apenas uma técnica preditiva, o ideal é contar com um fornecedor capaz de executar os serviços nas mais diversas técnicas disponíveis no mercado. Isso porque, ao longo do processo, é possível identificar outros pontos críticos na sua linha de produção. Por exemplo, iniciamos o trabalho com análise de vibração de rolamentos nas esteiras, mas o ponto crítico de falhas pode estar associado à contaminação de lubrificantes, sendo necessária a análise de óleo.

Conheça as principais técnicas preditivas e selecione um fornecedor capaz de atender o máximo possível delas:

  • Análise de vibração
  • Análise de óleo
  • Termografia
  • Emissão acústica
  • Ultrassom

Saiba mais sobre cada técnica clicando aqui.

SISTEMA DE GESTÃO DE MANUTENÇÃO

Seu fornecedor deve dominar os mais diversos sistemas de gestão de manutenção do mercado, apenas dessa forma ele será capaz de extrair ao máximo as informações disponibilizadas pelo seu sistema. Solicite a demonstração de cases no sistema que você utiliza, entenda a forma que ele trabalha e como lida com os dados gerados durante as inspeções.

Você não possui um sistema de gestão de manutenção preparado para preditiva? Certifique-se que seu fornecedor tenha seu próprio sistema para tratar os dados de inspeção e fazer a análise histórica do comportamento de seus equipamentos. Entenda se esse sistema pode ser adquirido pela sua empresa, de forma a manter seu processo e histórico de equipamentos mesmo após a saída do fornecedor.

CAPACIDADE ANALÍTICA

Os técnicos de manutenção, responsáveis pela inspeção e coleta de dados dos equipamentos, devem possuir experiência na técnica empregada e uma capacidade analítica suficiente para entender os dados coletados, indicando, precocemente, a possibilidade de falha e o comportamento do seu equipamento. Essa é a premissa básica da preditiva. Técnicos que apenas coletam dados, abastecem o sistema e não sejam capazes de prever a performance do ponto analisado não serão decisivos na hora de prever uma quebra prematura.

EQUIPAMENTOS DE INSPEÇÃO PREDITIVA

Avalie se o seu fornecedor possui equipamentos próprios para cada tipo de inspeção contratada. Verifique também se a equipe de técnicos tem conhecimento de operação nas marcas mais conhecidas de equipamentos. Utilizar o equipamento de forma correta, bem configurado e calibrado é o mínimo necessário para garantir a veracidade dos dados coletados. Um fornecedor que não prepara sua equipe neste quesito coloca em risco a credibilidade de sua análise.

CONSULTORIA DE MANUTENÇÃO

Nem sempre aquilo que a empresa acha ser o correto a ser medido e analisado é o melhor a ser feito pelo bem da sua manutenção. Escolha um fornecedor que tenha em seu portfólio de serviços a consultoria de manutenção, pois assim, no início do projeto ele pode identificar possíveis ajustes que otimizem a sua manutenção e melhorem consideravelmente a análise preditiva e de engenharia. Começando pelas rotas de inspeção que foram traçadas, um fornecedor capacitado e experiente te ajudará na definição das melhores rotas, identificando gargalos e pontos críticos que necessitem maior atenção, com olho clínico, este fornecedor passa a ser decisivo para o sucesso da sua preditiva e não um mero executor do serviço.

ANÁLISE DE FALHA

Todo técnico deve ser capaz de fazer uma análise completa da falha caso ocorra a quebra inesperada. Apenas com muita experiência em seus equipamentos e nas análises preditivas em questão farão com que o fornecedor seja assertivo na causa real da falha e o problema seja resolvido, evitando quebras futuras e a elevação dos custos de manutenção.

 

Com estas dicas esperamos ajudá-lo na seleção de um fornecedor de manutenção preditiva que garanta a máxima produtividade de seus equipamentos. Na dúvida, contate a Semapi, sua especialista em manutenção. Estamos à sua disposição para falar de técnicas preditivas, sistemas de gestão de manutenção e soluções de suprimentos. Ligue 11 2144-4300.