Numa indústria de processo contínuo, operando com produtos perecíveis, uma falha que interrompa a fabricação causa prejuízos que vão além da queda de produção, pois a perda de matéria-prima e de produtos semiacabados pode ser incalculável.

Neste cenário, a manutenção preditiva passa a ser uma grande aliada, monitorando os pontos críticos de cada equipamento e identificando precocemente falhas inesperadas.

Técnicas preditivas fundamentais para a indústria alimentícia

Fornos, máquinas de corte, máquinas de separação, misturadores, motores e geradores são os principais pontos a serem monitorados, pois são o coração de uma operação neste tipo de produção. Para garantir um monitoramento preciso destes equipamentos é preciso utilizar as seguintes técnicas preditivas:

Termografia

Técnica que visualiza a distribuição de temperatura em instalações elétricas e mecânicas, identificando sobrecargas, mau contato em barramentos e conexões, isolações térmicas e componentes danificados e identificando circuitos subdimensionados.

Análise de vibração

Detecção de defeitos em componentes de máquinas rotativas, problemas elétricos, quebra de barras de rotores, má fixação de bobinas, desgastes (aumento de folga) em engrenagens e mancais, desbalanceamentos e desalinhamentos.

Análise de óleo

Monitoramento do desgaste das máquinas através da análise de amostras de lubrificantes. Identifica erros de projeto.